Conheça nossas variedades de

cogumelos

 

Se os cogumelos não são do reino animal, seriam então considerados vegetais? Na verdade, a principal característica das espécies vegetais (plantas) é que contêm clorofila, que é usada para converter a energia do sol em carboidratos. No entanto, os cogumelos não contêm clorofila! Por isso, os cogumelos são um tipo de fungo, que recebem os carboidratos direto das plantas ou do solo, e pertencem a um reino próprio, chamado Fungi.

SHIMEJI BRANCO

 

Originalmente cultivado nos países orientais, sua vinda para o Brasil iniciou-se para atender a demanda dos imigrantes orientais aqui, mas hoje já ganhou espaço em diversas receitas e pratos de diferentes cozinhas. Dispõe de bons níveis de proteína, mas com a vantagem de não ter gordura e possuir vitaminas como a B12, que ajuda na memória e concentração, e fibras que possuem diversos benefícios para o corpo.

Seu nome científico é Pleorotus ostreatus.
 

 

SHIMEJI NEGRO

 

A coloração negra se dá pelo método do cultivo (que é mais sofisticado) e variação genética, tornando-o diferente do Shimeji Branco. Inicialmente foi cultivado na Alemanha, como alternativa nutritiva para os militares.  Possui poucas calorias e nenhuma gordura, ideal para àqueles que seguem uma dieta e buscam se alimentar de forma mais leve.

Com estrutura delicada, seu aroma e sabor são mais marcantes  que o Shimeji Branco.

SHITAKE

Cientificamente chamado de Lentinula edodes é o segundo cogumelo mais consumido em todo o mundo. Nativo do leste da Ásia começou a ser cultivado no Brasil na década de 1990. Na natureza pode ser encontrado em florestas asiáticas, onde se desenvolve em árvores em decomposição.  Muitos são seus benefícios para a saúde, mas os que mais se destacam é sua alta eficiência para fortalecer o sistema imunológico, a inibição do desenvolvimento de tumores, vírus e bactérias e o controle da pressão arterial.

 
 

PARIS - CHAMPIGNON

Popularmente conhecido como Champignon, que em francês significa cogumelo, seu nome científico é Agaricus bisphorus. Um dos cogumelos mais conhecidos e consumidos no mundo, foi a primeira espécie a ser cultivada no Brasil. Habitualmente é consumido em conserva, mas a melhor forma para sentir o seu verdadeiro sabor é utilizálo fresco no preparo de alguma receita ou até mesmo consumi-lo cru. Faz-se presente em pratos tradicionais da culinária nacional como Strogonoff, Pizzas, molhos e saladas.

 

ERYNGUII

 

Em sua versão silvestre se desenvolve em terrenos rochosos junto com plantas espinhosas como a Eryngium campestre, popularmente conhecida como Cardo, nome que serviu de inspiração para chamá-lo de Eryngui ou Cogumelo de Cardo. Extremamente saboroso, é considerado um dos melhores cogumelos para culinária, pois se adapta com facilidade em diversas receitas e, ao contrário do que alguns pensam, seu preparo é muito simples podendo ser desfiado ou preparado inteiro em poucos minutos.

 

PORTOBELLO

Da mesma família do cogumelo Paris, mas com coloração amadeirada, sua textura é mais firme e seu sabor mais marcante.  Originário da América do Norte é comumente consumido fresco. Sua versatilidade para compor receitas e seu paladar peculiar faz dele um queridinho de grandes chefs. Pode ser servido grelhado, assado, recheado ou como sua imaginação permitir.